Polícia prende suspeito de matar casal por vingança em Pitimbu

 

Em menos de 18 horas de investigações, a Polícia Civil da Paraíba conseguiu prender um suspeito de matar duas pessoas no município de Pitimbu, no Litoral Sul do Estado. O homem, de 22 anos, foi preso no momento que recebia atendimento médico em um hospital de João Pessoa.

Ele estava com ferimentos causados por estilhaços de janela quebrada durante o crime. A prisão e investigação foram realizadas pela equipe do Núcleo de Homicídios da 6ª Delegacia Seccional de Alhandra.

Segundo informações do delegado Marcos Paulo Sales, as duas vítimas do duplo homicídio são um homem de 29 anos e uma mulher de 30 anos. Eles foram mortos na madrugada dessa sexta-feira (30), quando estavam no distrito de Taquara, zona rural de Pitimbu.

“Desde as primeiras horas após o crime, os policiais civis diligenciaram no local do fato e, ao tomar conhecimento que um indivíduo ferido numa das pernas deu entrada numa unidade saúde da cidade de Pitimbu e verificar que numa das janela da casa das vítimas havia marcas de sangue deixadas por um dos autores do crime, houve diligências no Hospital de Ortotrauma de Mangabeira, em João Pessoa, onde o suspeito estava internado”, explicou o delegado.

“O homem, depois de fornecer dados pessoais inexistentes para a equipe de investigação, confessou a participação no crime junto com vários indivíduos que chegaram em dois veículos”, completou.

Ainda de acordo com o policial, o preso afirmou que o crime foi motivado por uma briga entre facções criminosas. O casal foi morto por vingança. O alvo seria um parente dos mortos que não estava no local. “A motivação se deu porque um dos familiares das vítimas estava revendendo drogas fornecidas por facção rival. O casal foi executado por não encontrarem o alvo principal”, afirmou.

O preso foi autuado, mas continua em tratamento médico sob custódia da polícia. Ele teve o material biológico coletado para ser examinado com amostras do sangue encontrado na janela da casa das vítimas.

 

Secom


BORGES NETO LUCENA INFORMA