90 guardas municipais reforçarão segurança da orla de João Pessoa no Réveillon: ''não estamos sendo chatos, queremos preservar vidas''

 

A segurança na orla marítima de João Pessoa será reforçada por 90 guardas municipais, além do uso de motos e drones, na noite de Réveillon. De acordo com o secretário de Segurança Urbana e Cidadania, Dênis Soares dos Santos, o policiamento foi organizado como se houvesse festa da virada no local. O objetivo deste ano, porém, é bem diferente, já que a guarda estará trabalhando para garantir o cumprimento dos decretos municipal e estadual, que proíbem aglomerações devido à pandemia de covid-19.

O secretário explicou à reportagem do ClickPB que as pessoas que por ventura forem à orla na noite da virada serão orientadas sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras, além de manter o distância umas das outras. Qualquer aglomeração será dispersada e haverá orientação para desligar aparelhos de som.

A Prefeitura de João Pessoa informou que não poderão ser montadas tendas ou qualquer tipo de barraca na areia da praia, mas o secretário informou que esse não será o principal foco de atuação da guarda. Ele disse acreditar que não haverá nenhum ocorrência grave e que, com algumas exceções, a população tem se mostrado educada.

''Espero que as pessoas compreendam que não estamos sendo chatos, queremos preservar vidas'', comentou. Ele citou o exemplo do Amazonas, onde houve colapso do sistema de saúde e formação de filas até para enterrar os mortos. ''Queremos preservar nosso sistema, evitar virar um Amazonas'', argumentou.

De acordo com o secretário, além dos 90 guardas na orla, uma parte do efetivo também estará atuando na segurança das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Por não haver festa na praia, ele acredita que será um plantão tranquilo e sem muitas ocorrências.

CLICKPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA