Paraíba aguarda recebimento de mais de três milhões de seringas para vacinação contra covid-19

 


A logística em torno da preparação para a operação de imunização contra a covid-19 já foi iniciada na Paraíba. A compra de três milhões de seringas, além das 320 mil já adquiridas e em estoque, poderá garantir que não faltem insumos para a vacinação a ser iniciada no final de janeiro, se a previsão da chegada das doses se confirmar mesmo para o dia 21.

No entanto, esse cenário pode ainda enfrentar outro desafio. Segundo o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Eduardo Lula,  o país corre “risco real” de ter a vacina e não ter agulha suficiente para vacinar a população. compra de seringas e agulhas para a vacinação contra a Covid-19. Segundo ele, a pasta só conseguiu garantir 7,9 milhões de unidades enquanto buscava adquirir 331,2 milhões no pregão realizado ontem.

De acordo com informações obtidas pelo ClickPB, em contato com o secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, a média de vacinas no primeiro lote que deve chegar no dia 21 de janeiro é de 400 mil doses.  

O governador João Azevêdo, já tinha anunciado que, ao chegarem na Paraíba, as vacinas serão distribuídas aos municípios em 24 horas, com o apoio de todos os caminhões frigoríficos e aeronaves do Estado. 

De acordo com o plano apresentado até o momento, o grupo prioritário para receber as primeiras vacinas é formado por profissionais de saúde, idosos a partir de 75 anos, idosos que vivam em instituições de longa permanência, indígenas e quilombolas.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO