Romero confirma intenção de disputar o Governo da Paraíba em 2022 e diz que pautará um projeto eficiente e de diálogo com a população e lideranças

 

O ex-prefeito de Campina Grande e pré-candidato ao Governo do Estado da Paraíba, Romero Rodrigues (PSD), esteve concedendo entrevista à Rádio Serra Branca FM neste sábado(13) e na oportunidade pautou temas relacionados à pandemia do novo coronavírus, a gestão do governador João Azevêdo e eleições para o governo em 2022.

Romero disse que não era um político da crítica pela crítica ou de falar mal apenas por ser oposição. “Eu avalio o Governo de João Azevedo completamente equivocado e inoperante, por exemplo, no enfrentamento à pandemia Covid-19. Abriu poucos leitos em comparação com os recursos recebidos do Governo Federal, fez poucas e inexpressivas intervenções nos hospitais do interior. Agora decide fechar tudo para suprir o que não foi realizado e cria outros problemas, como o desemprego, a crise financeira, o fechamento de comércios. Não aprovo essa política e é contra ela que vou apresentar uma nova proposta à Paraíba”, enfatizou.

Pautado sobre a política, Romero Rodrigues revelou que está disposto a concorrer às eleições estaduais ao cargo de governador e que vem recebendo apoio natural de várias lideranças políticas em toda a Paraíba, além de palavras de força a carinho da população.

Romero disse não ter medo de enfrentar a estrutura da máquina e o grupo de lideranças que há em torno do governador, pois as grandes vitórias de sua carreira política se deram em situações adversas. “Foi assim quando disputei a Prefeitura de Campina Grande como oposicionista, o mandato de deputado federal decidindo pela candidatura há três meses da eleição e com dois vereadores aliados. Enfim, com toda humildade o povo nunca me deixou desemparado em todas as eleições que disputei”.

Indagado sobre o apoio político do Presidente da República, Jair Bolsonaro, Romero destacou que não há nenhum impedimento em receber o apoio do presidente e é importante que os governantes parem de travar disputas entre os entes federativos, pois só perde com isso o Estado e sua população. “Olha, Bolsonaro sempre foi muito cortês comigo e com os pleitos que levei a ele de Campina Grande. Por outro lado, é importante para a Paraíba ter um gestor que tenha diálogo com o presidente. Essa briga entre entes federados não leva a nada. Então me sinto feliz em contar com o apoio de Bolsonaro sim, por que não?”, pontuou o ex-gestor.

Romero estava acompanhado de diversas lideranças políticas da região do Cariri, a exemplo dos prefeitos André Gomes (Boa Vista), Bira Mariano (Camalaú), do vice-prefeito Chico de Eulina (São João do Cariri), da vereadora Carol Gomes, além de comitivas de vereadores das cidades de Camalaú, Prata, Parari e Santo André.

 De Olho no Cariri


BORGES NETO LUCENA INFORMA