Vacina da Novavax tem 96% de eficácia contra o coronavírus; para variante britânica, índice é de 86%

 


A NVX-CoV2373, vacina da farmacêutica americana Novavax contra a Covid-19, tem 96% de eficácia global na prevenção de casos causados pelo coronavírus. O estudo de fase 3 foi conduzido no Reino Unido e os dados foram apresentados nesta quinta-feira (11).

Já contra a variante britânica, a vacina tem cerca de 86% de eficácia. Contra a versão do vírus originada na África do Sul, o imunizante apresentou um índice de 55%, de acordo com um outro estudo separado feito no país.

Nas duas pesquisas — a do Reino Unido e a da África do Sul —, a vacina apresentou 100% de eficácia na prevenção de quadros graves da doença e morte.

Os resultados dessa análise final estão alinhados com os dados provisórios publicados em janeiro, que também mostraram que a Novavax tinha 96% de eficácia contra a versão original do coronavírus e cerca de 86% de eficiência contra a variante do Reino Unido.

O método utilizado pela companhia americana se chama "vacina recombinante". A Novavax usou engenharia genética para cultivar réplicas inofensivas da proteína que o novo coronavírus usa para entrar nas células do corpo, em laboratório. Os cientistas extraíram, purificaram a proteína e a embalaram em nanopartículas do tamanho do vírus.

Em agosto do ano passado, a empresa divulgou os resultados de fase 2 da vacina, que é aplicada em duas doses. Os dados mostraram que a vacina induziu uma "resposta robusta" de anticorpos e foi "bem tolerada" pelos participantes da pesquisa.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO