Cidades caririzeiras celebram hoje mais um aniversário de Emancipação Política

 

Um total de 34 municípios, das mais variadas regiões do Estado da Paraíba, comemoram nesta quinta-feira, dia 29 de abril, seus respectivos aniversários de emancipação política. Outro ponto em comum, é que vários deles também foram emancipados por leis estaduais que entraram em vigor nos mesmos anos, e por isso, estão coincidentemente celebrando nesta data, dia 29 de abril.

Na região do Cariri, vários municípios estão em festa comemorando coincidentemente nesta quinta-feira, os seus 27 anos de Emancipação Politica. Entre eles os municípios de Alcantil, Assunção, Barra de Santana, Boa Vista, Caturité, Parari, Riacho de Santo Antônio, Santo André e Zabelê.

Devido à pandemia do novo coronavírus, os municípios estão realizando as programações alusivas de maneira mais restrita, sem a realização de festas e eventos que promovam aglomerações.

Conheça um pouco mais da história desses municípios da nossa região:

Alcantil

Localizado a 149 km da Capital, Alcantil, deixou de ser distrito de Cabaceiras em 1994, através da Lei Nº 5.926. Seus primeiros habitantes foram os índios Cariris, coforme pode ser atestado por inscrições gravadas com tinta vermelha em aldeamento localizada à margem do Rio Paraíba. Conta com uma população estimada de 5.239 habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE de 2008), distribuídos em uma área de 305, 391 km². e é lembrada pela sua religiosidade adquirida desde a construção de sua primeira Igreja, em 1876, que tem como padroeira Nossa Senhora da Piedade.

Assunção

A sua emancipação política ocorreu por meio da Lei Estadual de Nº 5.895, também de 1994, desmembrado-a de Taperoá e Juazerinho. Localizado na microrregião do Cariri Ocidental, e segundo o IBGE de 2009, cota com uma população de 3.471 habitantes, distribuídos em uma área de 126 km². Sua vegetação nativa é a caatinga e a base de sua economia é a agricultura, com o cultivo de algodão, feijão e mandioca, e a pecuária, com as criações de caprinos, ovinos e uma pequena participação na avicultura.

Barra de Santana 

Com uma população estimada pelo IBGE de 2011, de 8.198 habitantes, Barra de Santana, distribuídos em sua área de 369 km², foi primitivamente ocupada pelos povos indígenas tapuias tapuias. Barra de Santana foi elevada à categoria de município pela Lei Estadual Nº 5.925, também de 1994, desmembrando-o de Boqueirão. Por ser um município tipicamente rural e localizada à 133 km da Capital, sua economia centra-se na criação de caprinos e bovinos, principalmente para produção de leite. Uma característica marcante de seu povo é gosto pelo futebol. Existem no município vários clubes amadores que realizam famosos torneios na região.

Boa Vista 

Emancipada em 1996, Boa Vista conta com 6.322 habitantes (IBGE 2011), distribuídos em 476 km², localizada na região de Campina Grande. Seu povo é conhecido pela devoção ao padroeiro Bom Jesus dos Martinhos e a localidade também é famosa pelas suas belas praças que levaram nomes de filhos ilustres como Lindolfo Soares de Araújo, Severino Bezerra Cabral e Simão Pereira de Almeida. A cidade também ganhou destaque econômico por ser detentora de uma expressiva área de exploração de betonita, um valioso mineral utilizado na perfuração

Caturité 

O município de Caturité está localizado na Região do Cariri Oriental do Estado da Paraíba, à 160 km da Capital. Tem uma população estimada em cerca de 4.500 habitantes, dos quais, 80% habitam a Zona Rural. Seu nome foi originado na lenda do Índio Caturité, um bravo guerreiro da Tribo Bodopitá, que teve sua filha Potira raptada pelos portugueses liderados por Antonio de Oliveira Ledo, que invadiram a região para desenvolver a criação de gado no Século XVII. Sua emancipação política também aconteceu em 1994. A economia local está baseada na produção agrícola, onde são desenvolvidas culturas de subsistência, como milho e feijão e o cultivo de capim para alimentação bovina. A pecuária ocupa lugar de destaque, principalmente com a criação de gado leiteiro. No setor industrial, Caturité conta com duas usinas de beneficiamento de leite, que juntas industrializam 65 mil litros de leite diariamente. Além delas, também há uma indústria de beneficiamento de mandioca e várias queijeiras de produção doméstica.

Parari

O município de Parari, localizado na microrregião do Cariri Ocidental, também foi desmembrado em 1994 de São José dos Cordeiros. Com uma área territorial de 128 km², Parari está entre os municípios menos populosos do País. De acordo com o IBGE, de 2010, sua população é estimada em 1.256 habitantes. Está localizado na microrregião do Cariri Ocidental. Área territorial de 128 km² e está à distância de240km da capital João Pessoa. A cidade, conta com apresentações de MotoCross realiza anualmente a Copa Parari de Futebol Society.

Riacho de Santo Antônio

O nome Riacho de Santo Antônio se originou de um grande corte que o Rio Paraíba faz na serra do Carmoio. Sua história começou na primeira metade do século XIX, contudo, sua emancipação também só aconteceu em 1994. Nos seus anos primórdios, no local existia uma aldeia de índios cariris as quais mais tarde as deslocaram para Pilar. O arraial fundado serviu pouco depois como base de operações para as entradas Fagundes e Campina Grande. A cidade que comemora duas décadas, conta com 1.722 habitantes, e limita-se com o Estado de Pernambuco e com os municípios de Alcantil (12,5km), Barra de Santana (24km), Boqueirão (29km) e Santa Cecília (12km).

Santo André 

Típica cidade do interior, composta por singelas praças e ruas arborizadas e um comércio bastante pacato, a cidade Santo André, também foi emancipada em 1994. Localizado na microrregião de Borborema, no Cariri Oriental e limita-se com Gurjão, Taperoá, Parari e Juazeirinho. Distância até a capital é de 235 km. Tem uma área de 225,166 km² e uma população 2 664 habitantes segundo IBGE de 2012. Sua história começou na primeira metade do século XIX, e há exatos 20 anos se desmembrou de São João do Cariri, pela Lei Estadual de Nº 5.906.

Zabebê 

O último município que também celebra seus 20 anos de emancipação política nesta terça-feira (29) é Zabelê, que está localizado na microrregião do Cariri Ocidental. De acordo com o IBGE no ano 2010 sua população foi estimada em 2.075 habitantes. A área territorial é de 109 km². Zabelê limita-se com Monteiro, São Sebastião do Umbuzeiro e estado de Pernambuco e está localizado à 270 km da Capital. O nome da cidade foi determinado Zabelê, devido ao fato de haver em suas terras muitas árvores de juazeiros, e no mês de maio seus frutos desprendiam-se das árvores e já no chão serviam de alimento para aves típicas da região, denominadas zabelê, atualmente em extinção.

De Olho no Cariri

BORGES NETO LUCENA INFORMA