Ministra do Supremo, Carmen Lúcia debate paridade, gênero e raça com Abracrim; veja detalhes

 

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Carmen Lúcia, participa de um debate promovido pela Associação Brasileira de Advogados Criminalistas (Abracrim), nesta terça-feira (25) sobre paridade, gênero e raça no contexto jurídico. O evento é promovido pela Abracrim Mulher e acontecerá de forma virtual, através da plataforma Zoom, às 19h. É a primeira vez que um integrante da mais alta Corte de Justiça do país participa de um evento realizado pela Abracrim.

O convite foi formalizado à ministra pelo presidente nacional em exercício, o paraibano Sheyner Asfóra, juntamente com a presidente da comissão Abracrim Mulher, Ana Paula Trento. O advogado destaca a experiência e prestígio de Carmen Lúcia, que é considerada uma das mais influentes na área jurídica do país e já chegou, inclusive, a admitir que sofreu preconceito por ser mulher.

“É uma grande honra ter a participação da ministra em nosso debate, que trata de um assunto extremamente necessário e cada vez mais urgente, pois não cabe mais preconceito e nós, enquanto juristas e cultores do direito, precisamos conversar sobre isso e buscar ferramentas úteis para reduzir o racismo, preconceito, a disparidade de gênero e outras agressões que fragilizam nossa sociedade”, pontuou.

Além de Carmen Lúcia, o presidente Sheyner Asfóra participará do encontro, que conta ainda com a presença do presidente da Abracrim, Elias Mattar Assad, da advogada criminalista Dora Cavalcante, da presidente da Comissão Nacional de Promoção de Igualdade, Silvia Cerqueira e da presidente da Comissão Nacional de Relações Institucionais, Valentina Jungmann. O evento será mediado pelas advogadas Maíra Fernandes e Mariana Lopes.


Portal Paraíba


BORGES NETO LUCENA INFORMA