Morre, no hospital Padre Zé, mais uma idosa que estava em abrigo irregular, em João Pessoa

 

O diretor do Hospital Padre Zé, Padre Egídio, comunicou o falecimento de mais uma idosa que foi levada pelo Ministério Público da Paraíba para a unidade hospitalar, vinda de um abrigo irregular, no bairro de Tambauzinho, em João Pessoa.

De acordo com o Padre Egídio, dona Terezinha de Jesus, de 89 anos, faleceu às 2h40 da madrugada desse domingo (30). O diretor agradeceu aos funcionários do hospital, ao Ministério Público e à sociedade pelo apoio aos idosos que foram levados da instituição para unidade de saúde e agradeceu a Deus pela misão de acolher e dar a eles uma morte digna. “Damos a possibilidade de terminar seus dias vivendo com dignidade. Que Deus conceda o reino eterno a dona Terezinha de Jesus”, disse.

Esta é a quinta morte entre o grupo de resgatados. No dia 08 de maio faleceu Maria Gomes Pereira, de idade desconhecida. No dia 1º de maio, faleceu Francisco Deodoro, de 75 anos. No dia 14 de abril, o Hospital confirmou a morte de um senhor identificado como Clécio, de 72 anos, um paciente oncológico e com sinais de desnutrição e desidratação. No dia 22 de abril, uma mulher de 54 anos, com distúrbios mentais também não resistiu. Outros 17 internos do abrigo estão acolhidos no hospital.

Em 10 de abril, a promotora do idoso, Sônia Maria Maia, afirmou em entrevista ao Portal Paraíba.com.br do Sistema Arapuan de Comunicação que o número de mortos mo abrigo irregular, interditado pelo Ministério Público no dia 04 de abril, à época, poderia chegar a oito. Foram encontrados 39 internos à época, e, desde então, quinto faleceram no Hospital Padre Zé.


Portal Paraíba.com.br


BORGES NETO LUCENA INFORMA