João Azevêdo descarta divergência com Cícero por conta de decretos para combater pandemia: “Não existe ruído nenhum”

 

“Não existe ruído nenhum”. Foi assim que o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania) descartou, durante entrevista nesta quinta-feira (03), qualquer possibilidade de atrito com o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP) por conta das divergências entre os decretos municipal e estadual para conter o avanço da pandemia.

Segundo João, as questões técnicas serão discutidas em fórum adequado e em nada influenciam na relação institucional entre os entes.

“Essa é uma questão de discussão e compreensão técnica, que será discutida no fórum adequado”, comentou o governador em entrevista ao portal ParlamentoPB.

Os decretos em João Pessoa  e do Governo do Estado colidem em pelo menos dois pontos, por exemplo. Enquanto na Capital fica liberada as academias devem ficar abertas, durante o período, o decreto estadual estipula que os estabelecimentos fiquem fechados. Em outro ponto, segundo o decreto estadual, bares e restaurantes devem funcionar até às 16h, já em João Pessoa, esses serviços se estendem até às 21h.

 

PB Agora


BORGES NETO LUCENA INFORMA