Polícia Militar deflagra duas operações para combater aglomerações e fogueiras na Paraíba

 

A Polícia Militar da Paraíba (PMPB) deflagra, no início da noite desta quarta-feira (23), duas operações para reforçar a segurança da população e as fiscalizações de medidas restritivas relacionadas à pandemia da Covid-19. Serão a Operação Nômade e a Operação São João sem Fogueiras.

A Operação Nômade é uma operação de reforço da segurança para prevenir assaltos, crimes contra a vida e outros, mas também para atuar no combate a aglomerações e festas clandestinas. Serão realizadas blitzen, abordagens a pessoas, veículos e ônibus. O reforço contará com 892 policiais e 374 viaturas.

Já na Operação São João sem Fogueiras, equipes do Batalhão Ambiental e do Corpo de Bombeiros estarão atendendo a denúncias de fogueiras. Na Paraíba, a Lei Estadual 11.711, válida enquanto durar a pandemia de covid-19, proíbe acender fogueiras em espaços urbanos em toda a Paraíba. Isso porque a fumaça pode agravar problemas respiratórios causados pela Covid-19, além de aumentar o fluxo nos hospitais.

A população pode denunciar as fogueiras pelos telefones da PM, 190, ou do Corpo de Bombeiros, 193. A multa para quem acende fogueiras irregularmente é superior a R$ 500. 

No ano passado, a operação identificou 112 fogueiras, sendo 102 no São João e 10 na comemoração de São Pedro. Houve uma redução de 75% na entrada de pacientes com queimaduras nos hospitais de Trauma de João Pessoa e de Campina Grande, com 30 casos a menos, de acordo com as informações da PM.

Fiscalização
A Polícia Militar fiscalizará as regras do decreto estadual válido até o dia 2 de julho. Nesse período, as festas juninas estão proibidas, tanto as patrocinadas por entes públicos e privados, como também aquelas em áreas de lazer de condomínios e similares.

Os bares, restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniência e similares podem funcionar todos os dias das 6h às 21h, com 30% da capacidade, sendo que após esse horário só é permitido delivery ou take away.

Cinemas, museus, teatros, circos, casas de festas, centros de convenções e salas de espetáculos estão proibidos de funcionar. A realização de eventos como congressos, seminários, conferências, shows e feiras comerciais também está proibida.


Portal Paraíba


BORGES NETO LUCENA INFORMA