Praias são fechadas neste fim de semana em João Pessoa e acesso a orla de Cabedelo e Conde tem restrições

 


Praias são fechadas no fim de semana em João Pessoa e Cabedelo e tem  restrições no Conde | Paraíba | G1

Por conta das proibições estabelecidas nos decretos do Estado e dos municípios para conter o avanço a Covid-19, as praias de João Pessoa estarão fechadas neste fim de semana. Em  Cabedelo e no Conde também haverá  restrições para o banho de mar.

As restrições para uso das praias nos fins de semana, é para evitar aglomeração e consequentemente, o risco de contaminação pelo vírus.

Em João Pessoa, durante todo o fim de semana, toda a extensão da praia e da orla não poderá ser utilizada.Seguindo o decreto estadual, só podem funcionar no fim de semana atividades consideradas essenciais, como médicos e veterinários, postos de gasolina, supermercados, cemitérios, oficinas, call centers, serviços de segurança privada, empresas de saneamento e órgãos de imprensa.

Já em Cabedelo, o acesso ao Parque do Jacaré está proibido. A calçada da orla, bem como praças e praias, também estarão fechadas. O acesso e funcionamento de Marinas e Catamarãs também está proibido durante os fim de semana, e o estacionamento da orla pode ser utilizado apenas de segunda a sexta-feira, até 17h.

No Conde, o acesso às praias está proibido, assim como, a comercialização de alimentos, bebidas, bem como uso de guarda-sóis e cadeiras, mas é possível fazer uso da faixa de areia. Também fica vedado o estacionamento de veículos nas principais ruas de acesso às praias no fim de semana.

Os diversos órgãos de segurança do Estado e dos Municípios vão fazer a fiscalização durante todo o final de semana, para garantir o cumprimento dos decretos. As determinações levam em consideração a situação epidemiológica da Paraíba.

Mesmo com o avanço da vacina, a Paraíba vive um momento crítico com o avanço do novo coronavírus, e a taxa elevada de óbitos. O Estado está nas bandeiras laranja e vermelha, o que representa aumento da doença.

SL
PB Agora


BORGES NETO LUCENA INFORMA