Covid: antecipação da D2 será analisada após aplicação da D1 em todos os adultos

 

O Ministério da Saúde informou só vai analisar a antecipação da segunda dose das vacinas contra covid-19 após a aplicação da primeira dose em todos os adultos acima de 18 anos.

Segundo nota da pasta, assinada também pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass) e Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), a pasta destaca que “após a distribuição da primeira dose para toda a população adulta, será analisada a redução do intervalo entre a primeira e a segunda dose, baseada, sempre, nas melhores evidências científicas, trazidas nas discussões da Câmara Técnica Assessora de Imunizações”.

A expectativa do ministério é vacinar todos os adultos com a primeira dose até setembro e com a segunda dose até o fim do ano. Depois, serão contempladas crianças e adolescente entre 12 e 17 anos, com prioridade para aqueles com comorbidades.

A nota reforça ainda que “Estados e municípios devem seguir, rigorosamente, as definições do Programa Nacional de Imunizações (PNI) quanto aos intervalos entre as doses e demais recomendações técnicas, sob pena de responsabilidade futura”.


PB AGORA



BORGES NETO LUCENA INFORMA