Governador João Azevêdo descarta qualquer chance de união com Ricardo Coutinho: "não há essa possibilidade"

 

O governador João Azevêdo descartou, nesta quarta-feira (28). qualquer chance de se aliar ao ex-governador Ricardo Coutinho nas próximas eleições. Ele também disse que não aceita na sua chapa pessoas que apoiam o presidente Jair Bolsonaro.

"Essa reaproximação não será possível. Evidente que não. O que tenho dito claramente é que as decisões relativas às eleições de 2022 serão tomadas no ano que vem. Mas não vejo a mínima possibilidade nem a intenção de nossa parte", ressaltou o gestor, sobre a chance de reaproximação dele com Ricardo Coutinho.

João também destacou, conforme apurou o ClickPB, que o momento é de focar no combate à pandemia, na vacinação, nos cuidados para evitar a infecção e passar por este momento difícil que o mundo vive.

Questionado sobre a participação do Progressistas na composição das próximas eleições e um apoio dos políticos aliados ao presidente Jair Bolsonaro, João Azevêdo foi enfático: "A postura do Progressistas já tem uma divisão enorme dentro do partido. Não apoiarei o atual presidente e logicamente não teremos na chapa quem faça a defesa dele. Essa é uma regra que nós adotamos e vamos considerar isso nas próximas eleições", disse.

Com relação a um nome do Sertão para compor sua chapa, o governador disse que é importante que cada região faça a defesa de um nome, mas "não só a geografia que define uma chapa, mas vários elementos precisam ser levados em consideração".

CLICKPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA