DJ Ivis passa por audiência de custódia e é transferido para presídio na Grande Fortaleza


 Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, foi transferido da Delegacia de Capturas, no Centro de Fortaleza, para o presídio Irmã Imelda Lima Pontes, na região metropolitana da capital, na tarde desta sexta-feira (16). O cantor foi preso na quarta-feira (14) por agressões contra a ex-mulher, gravadas em vídeo. Em audiência de custódia nesta manhã, a Justiça decidiu manter a prisão.

Pamella Holanda, a ex-mulher do DJ, publicou no domingo (11) os vídeos gravados pela câmera de segurança de um apartamento do casal em Fortaleza mostrando chutes, socos e empurrões sofridos por ela em dezembro de 2020. Tudo aconteceu na frente da filha e de outras duas pessoas.

A Polícia Civil investiga as agressões cometidas pelo cantor em dois inquéritos policiais. Um deles aberto a partir de um BO feito por Pamella, na cidade de Eusébio, em 3 de julho, e o outro, fundamentado nos vídeos. A prisão não foi diretamente motivada pelos vídeos, mas eles foram importantes para o pedido de prisão do cantor, disse o secretário da Segurança do Ceará, Sandro Caron.

Na audiência de custódia, alguém preso em flagrante ou por mandado de prisão provisória vai à presença de um juiz, de um membro do Ministério Público, da Defensoria Pública ou de seu próprio advogado para que seja verificada a legalidade da prisão.

Prisão

DJ Ivis foi preso na última quarta-feira (14) em um condomínio de luxo no município de Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza.

O cantor se manteve calado durante o interrogatório no ato da prisão preventiva. Segundo Caron, foi expedida uma guia para que o suspeito fizesse exame de corpo de delito e, em seguida, ele foi encaminhado à Decap, em Fortaleza.

Todas as agressões divulgadas em vídeos por Pamella aconteceram na frente da filha e de outras duas pessoas, a mãe dela e um funcionário de Ivis, identificado como Charles Barbosa.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO