MPF investiga ex-prefeito após denúncia de fraude em obra de na Paraíba

 

O procurador da República, Renan Paes Félix, determinou a instauração de inquérito civil para apurar se houve fraude ou não no procedimento licitatório Carta-convite nº 14/2014 para a construção de uma cobertura metálica no ginásio poliesportivo da Escola Municipal Madre Trauntlinde na comunidade de Jussara, na cidade de Areia, Brejo paraibano.

A medida foi publicada na edição dessa quinta-feira (8), do Diário do Ministério Público Federal Eletrônico.

De acordo com o documento, as supostas irregularidades teriam ocorrido em 2014, na gestão do então prefeito Paulo Móveis, irmão do deputado estadual Tião Gomes.

A publicação também chama a atenção para a prática de atos atos ímprobos envolvendo manejo de recursos públicos federais repassados pelo Fundo Nacional de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB) ao Município de Areia naquele ano.

O procurador Renan Félix fixou o prazo de um ano para que o inquérito seja concluído.

PARAÍBA.COM

BORGES NETO LUCENA INFORMA