Azevêdo e outros 13 governadores assinam nota em apoio ao Supremo

 

O governador João Azevêdo (Cidadania) e mais 13 governadores assinaram uma nota na manhã desta segunda-feira (16), em defesa do Supremo Tribunal Federal (STF). A corte tem sido alvo de ataques diretos de Jair Bolsonaro (sem partido) e de aliados do presidente. A crise acirrou após a prisão do ex-deputado e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, na última sexta-feira (13).

No fim de semana, Bolsonaro anunciou por meio das redes sociais que iria pedir o impeachment dos ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso.

“O Estado Democrático de Direito só existe com Judiciário independente, livre para decidir de acordo com a Constituição e com as leis. No âmbito dos nossos estados, tudo faremos para ajudar a preservar a dignidade e a integridade do Poder Judiciário”, diz trecho da nota, que também pede serenidade e paz ao país.

Além de João, assinam a carta os governadores do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB); da Bahia, Rui Costa (PT); do Maranhão, Flávio Dino (PSB); de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB); de São Paulo, João Doria (PSDB); do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB); do Ceará, Camilo Santana (PT); do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB); do Piauí, Wellington Dias (PT); do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT); de Alagoas, Renan Filho (MDB); de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD); e do Amapá, Waldez Goés (PDT).