COI suspende temporariamente investigação sobre atleta que protestou no pódio


 O COI (Comitê Olímpico Internacional) suspendeu temporariamente a investigação sobre Raven Saunders, a atleta americana que protestou em cima do pódio nas Olimpíadas de Tóquio.

A medalhista de prata no arremesso do peso recebeu a triste notícia da morte de sua mãe nesta terça-feira (3).

"Como vocês ouviram, houve uma triste notícia da morte da mãe dela nesta noite. O COI obviamente presta condolências a ela e toda sua família. Por causa dessas circunstâncias, o processo está, neste momento, totalmente suspenso", disse Mark Adams, porta-voz da entidade.

Na cerimônia de premiação, Hulk — apelido que a acompanha desde a adolescência — ergueu os braços e os cruzou sobre a cabeça em formato de X. Após a conquista da prata, disse em entrevista que o gesto significa "o cruzamento onde todas as pessoas oprimidas se encontram".

O COI passou a permitir protestos nesta edição das Olimpíadas, mas não na hora de receber a medalha. Nos últimos pronunciamentos antes da morte da mãe da atleta, a entidade disse que estava avaliando o que fazer com o caso.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO