MP denuncia prefeito de Cabedelo e mais dois no âmbito da Operação Xeque-Mate

 

O promotor Reinaldo Serpa, do Ministério Público, protocolou na tarde desta quarta-feira (01) denúncia contra mais três envolvidos no âmbito da Operação Xeque Mate por formação de uma Organização Criminosa na Câmara Municipal de Cabedelo envolvendo contratação de servidores fantasmas.

Dessa vez foram denunciados o atual prefeito Vitor Hugo (Republicanos),  a ex-presidente da Câmara Municipal, Geusa Ribeiro e a servidora do município, Fabiana Maria Monteiro Régis.

No rol de acusações, conta a suspeita de contratação de servidores fantasmas, recebimento de valores e supostas irregularidades na articulação para a formação da mesa diretora da Câmara, que levou Vitor Hugo ao comando do Executivo.

O esquema, segundo o Gaeco, teria sido iniciado com a compra do mandato do ex-prefeito Luceninha, em 2013, para dar lugar ao então vice-prefeito, Leto Viana.

O Ministério Público ainda aponta que Vitor Hugo teria recebido valores para aderir ao prefeito, com direito a indicação, também, de servidores fantasmas. As articulações teriam contribuído também para o gestor assumir o comando da prefeitura, com o afastamento de Leto.

Na ação, o Ministério Público pede a perda do cargo, emprego, função pública ou mandato. O órgão também defende o pagamento de multa por danos morais e materiais pelos supostos prejuízos causados de R$ 49 milhões.

CONFIRA A DENÚNCIA NA ÍNTEGRA

PB AGORA


BORGES NETO LUCENA INFORMA