Sandro Toscano mantém-se como presidente no segundo biênio na Câmara de Lucena.


Em reunião da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça ) composta pelos vereadores Arnobio Menezes, Jair Chagas e Chico de Dulce, da Câmara Municipal de Lucena ocorrida nesta quinta-feira (4) , analisou um requerimento solicitando a anulação do segundo biênio (2023-2024) citando o Vereador Sandro Toscano ( DEM) .  

O requerimento  questionado ocasionou uma polêmica pública e caracterizado como falta de respeito ao parlamentar e ao regimento da Casa Sebastião Avelino de Carvalho que foi seguido à risca pelos vereadores votantes no começo do mandato.

Ao término da reunião o presidente da CCJ Arnobio Menezes homologou o nome de Sandro Toscano para dirigir os trabalhos legislativos no biênio (2023-2024), também sendo a favor o vereador Jair Chagas e contrário Chico de Dulce.

No relatório foi sugerido ao Presidente da Câmara Kenedy Batista Costa que seja colocada a decisão em votação na sessão ordinária da próxima sexta-feira. No entanto ficará a cargo do Presidente se levará o assunto ao plenário, sem obrigatoriedade.

Sandro Toscano (DEM) foi eleito com 441 votos com total lisura do processo  democrático.


Patricia Dias

Lucena Informa