Após aprovação de lei que derruba passaporte de vacina em Campina Grande, governador promete acionar Justiça caso matéria entre em vigor

 


O governador João Azevêdo prometeu nesta quarta-feira (15) entrar na Justiça se a lei que desobriga o passaporte de vacina para acesso a espaços fechados em Campina Grande for sancionada pelo prefeito Bruno Cunha Lima. O projeto foi aprovado nesta terça-feira (14) na Câmara Municipal por 13 votos a favor, 4 contra e uma abstenção.

"Não é possível se pensar que um simples atos de se mostrar o passaporte da vacina possa ser tão grave ao ponto de suspender. Nós iremos recorrer, sim, se for sancionada a lei", afirmou João Azevêdo durante uma entrevista para o programa Bom Dia Paraíba, da TV Cabo Branco.

A lei é de autoria do vereador Rubens Nascimento. Foi aprovada por maioria dos vereadores da CMCG. Votaram contra os vereadores Jô Oliveira, Ivonete Ludgério, Anderson Almeida e Dona Fátima. Houve abstenção da vereadora Carol Gomes.

O ClickPB entrou em contato com a Prefeitura de Campina Grande, mas até o momento da publicação da matéria a gestão não se manifestou.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO