Pelo menos três municípios na Paraíba poderão ser alvos de operação que investiga cartel suspeito de comandar operações de lixo

 


Pelo menos três cidades da Paraíba são possíveis alvos de desdobramentos da Operação Mercado Pacificado, que foi deflagrada na manhã desta segunda-feira (13) pela Polícia Federal e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A informação foi confirmada pelo jornalista Clilson Júnior durante o programa Arapuan Verdade, da rádio Arapuan FM.

A investigação apura o funcionamento de um cartel que domina as operações de coleta e resíduos em diversos estados do Brasil. Na Paraíba, os agentes cumpriram mandado de busca e apreensão em uma empresa localizada no município de Sousa, Sertão do estado. De acordo com o Cade, a investigação teve início a partir de acordo de leniência celebrado com o órgão em 2019. 

"Os signatários apresentaram ao órgão antitruste evidências de condutas anticompetitivas que teriam sido praticadas com o intuito de favorecer licitantes e frustrar o caráter competitivo dos certames. Entre elas acordos entre concorrentes para fixação de preços, condições e vantagens em licitações públicas e privadas, divisão de mercado e de clientes, supressão de propostas e apresentação de propostas de cobertura, além de troca de informações comerciais e concorrencialmente sensíveis", explicou o órgão.

Além de Sousa, foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e nas cidades de São Paulo/SP, Embu das Artes/SP, Suzano/SP, Itabuna/BA, Salvador/BA, Imperatriz/MA, São Luis/MA, Recife/PE, Duque de Caxias/RJ, Caxias do Sul/RS e Cachoeirinha/RS. Ao todo, 75 policiais federais e 57 integrantes do Cade participaram da operação. A operação conta com apoio do Ministério Público Federal (MPF).

CLICKPB



FALA PARÁIBA-BORGES NETO