Polícia não descarta latrocínio em morte de travesti, em JP

 

A Polícia Civil não descarta a possibilidade da travesti Yasmin, de 23 anos, ter sido vítima de um latrocínio. Ela foi assassinada a facadas no final da noite dessa quarta-feira (8) na avenida Edson Ramalho, em João Pessoa.

O delegado Diego Garcia explicou que a polícia já teve acesso a imagens de câmeras de segurança do local e busca outras na região que possam identificar os suspeitos. Um homem foi flagrado nas câmeras correndo logo após o crime.

A suspeita é de que ele tenha participado do assassinato com outra pessoa, já que a bolsa da vítima foi encontrada em um terreno localizado no sentido oposto ao que o homem correu.

O corpo de Yasmin foi encontrado por um motoboy que passava pelo local e acionou o socorro. O delegado solicita que a população auxilie nas investigações, fazendo denúncias através do 197.

Veja vídeo do suspeito fugindo

MaisPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA