Covid-19 e H3N2: Paraíba tem leitos e recursos humanos para atender população se aumentar casos, mas pede cautela para não sobrecarregar rede hospitalar

 


Se confirmado o aumento de casos de Covid-19 e da variante da Influenza H3N2, a Paraíba está preparada com leitos e com recursos humanos para atender a demanda. No entanto, o secretário de Estado da saúde, Geraldo Medeiros, ressaltou a necessidade de cautela para não haver evolução dos casos e sobrecarregar a rede hospitalar.

“A Paraíba está pronta para atender os seus cidadãos e cidadãs na eventualidade de incremento grande. É claro que, nossos leitos podem ser remanejados a qualquer hora desde que, não só exista H3N2 e a doença Covid-19 existem as outras doenças tratando, mas a Paraíba tem mais de 500 leitos de UTI que podem ser utilizados e aproximadamente 1.400 leitos na sua totalidade”, comentou.

Em conversa com o ClickPB, o secretário ainda citou que o Estado dispõe de recursos humanos para atender a demanda. “No entanto temos que ter cautela para não haver uma evolução grande no número de casos e o risco de sobrecarregar a nossa rede hospitalar”, pontuou. 

Em relação a casos de Influenza, Geraldo Medeiros destacou que apenas os casos grandes são notificados, podem estes são os de pacientes hospitalizados. No entanto, percebe-se um aumento de casos de síndromes respiratórias. “Nós estamos observando filas nas farmácias para realização de testes de antígeno tanto para Covid-19, o Sars- CoV-2, como pesquisa antígeno da variante Darwin do H3N2, também com uma alta concentração de pessoas com a gripe, com o H3N2, isso é evidente”, frisou.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO