PSOL aciona MP para apurar ameaça de “banho de sangue” na Paraíba

 

O ex-candidato ao Governo da Paraíba pelo PSOL, Tárcio Teixeira, acionou o Ministério Público da Paraíba (MPPB) nesta segunda-feira (24) denunciar ameaças de um suposto “banho de sangue” no Estado.

Em documento encaminhado ao órgão, Teixeira disse ter tido acesso a informações de que grupos de policiais e facções criminosas estão para travarem uma “guerra” no Estado. O ônibus incendiado no último domingo (23), segundo a acusação, já teria alguma ligação com essa rivalidade e líderes dessas facções e familiares já estariam ameaçados.

Além disso, Teixeira também denunciou que policias estariam sendo coagidos a não realizarem extras e correndo riscos ao terem nomes, locais de trabalho e efetivo do dia  divulgados.

Em nota encaminhada à imprensa, o ex-candidato a governador chega a citar o deputado estadual Cabo Gilberto como um dos que tem inflamados os ânimos entre policiais, bombeiros e o governo que negociam benefícios e reposição salariais.

MaisPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA