Sintur negocia com motoristas que ameaçam paralisar transporte público em João Pessoa: "Não queremos uma greve", diz presidente


 Após receber uma notificaçãode greve por parte do Sindicato que representa os motoristas de transporte coletivo de João Pessoa, o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de João Pessoa (Sintur-JP), Isaac Júnior, disse, em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta terça-feira (15), que todo esforço está sendo direcionado para negociação com a categoria para que o movimento não aconteça.

“Há uma determinação da Justiça do Trabalho, através de uma liminar que nos foi concedida por ocasião da última paralisação do sindicato dos motoristas, que determina que seja dada à população o direito de ir vir. Mesmo que o sindicato dos motoristas insista em fazer a paralisação, eles têm que obedecer algumas condições e manter pelo menos 70% da frota em operação. Também não é permitido fazer bloqueio na entrada das garagens das empresas e não podem paralisar ônibus que estejam circulando na rua. Inclusive, o Sindicato dos Motoristas está sujeito a pagamento de multa à Justiça caso haja descumprimento dos termos”, disse.

Segundo ele, diversas negociações já foram iniciadas para evitar qualquer tipo de constrangimento à população. "Esse último aumento do diesel, aprofundou ainda mais o cenário que já é de desgaste do segmento. Da forma que está hoje, com esses aumentos, esse segmento não se sustenta por muito mais tempo. A minha perspectiva é de que não haja greve. Mesmo assim, se o Sindicato dos Motoristas insistir, será uma atitude irresponsável com a população. Eles não podem fazer piquete em nenhuma das garagens. Não podem paralisar os motoristas que não queiram participar da greve. Queremos garantir que não tenha greve", disse.

 Sintur-JP repudia ameaça de paralisação e mantém aberto canal de diálogo para negociação com motoristas           

O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de João Pessoa (Sintur-JP) informa que recebeu uma notificação de greve por parte do sindicato que representa os motoristas de transporte coletivo da capital. O Sintur-JP repudia a possibilidade de paralisação e comunica que continua disponível para negociação com a categoria para que o movimento não aconteça.

“Há uma determinação da Justiça do Trabalho, através de uma liminar que nos foi concedida por ocasião da última paralisação do sindicato dos motoristas, que determina que seja dada à população o direito de ir vir. Mesmo que o sindicato dos motoristas insista em fazer a paralisação, eles têm que obedecer algumas condições e manter pelo menos 70% da frota em operação. Também não é permitido fazer bloqueio na entrada das garagens das empresas e não podem paralisar ônibus que estejam circulando na rua. Inclusive, o sindicato dos motoristas está sujeito a pagamento de multa à Justiça caso haja descumprimento dos termos”, declara Isaac.

A diretoria do Sintur-JP reitera que está absolutamente aberta a negociações e está dialogando com a categoria para evitar qualquer tipo de constrangimento à população.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO