AO VIVO: Acusado de mandar matar Expedito Pereira, sobrinho de ex-prefeito começa a falar agora

 

A Justiça da Paraíba julga, neste momento (7), dois dos três acusados no caso do assassinato do médico e ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira, de 72 anos. O crime aconteceu em 9 de dezembro de 2020, no bairro de Manaíra, em João Pessoa. Ricardo Pereira, sobrinho da vítima, é acusado de ser o mandante do crime, enquanto que Leon Nascimento dos Santos é apontado como executor do assassinato.

Ricardo Pereira está falando neste momento. Ele começou o seu depoimento dizendo que não foi o mandante do crime e se declarando inocente [ver vídeo abaixo].

Saiba mais

De acordo com as investigações, Ricardo era o gestor financeiro do tio, administrando todos os pagamentos e o dinheiro da vítima. Expedito Pereira teria vendido uma casa no valor de R$ 300 mil, tendo recebido R$ 100 mil de entrada, enquanto que a outra parte do valor seria paga em 50 parcelas de R$ 4 mil.

A Polícia Civil acredita que Ricardo Pereira mandou executar o tio para ficar com esse valor mensal, entre outras quantias de bens da vítima.

Confira:

 

Da PB AGORA com informações do Portal Correio


BORGES NETO LUCENA INFORMA