Hervázio aponta “incompetência” da oposição e diz que Pedro só conseguiu formar chapa por divergência no governo

 

O deputado estadual Hervázio Bezerra (PSB) apontou uma suposta incompetência da oposição ao comentar a repercussão de alguns setores do grupo sobre a viagem do governador João Azevêdo (PSB) à Europa, em uma licença de pouco mais de 10 dias que o gestor tirou para descansar e dedicar à família.

O parlamentar afirmou que o pré-candidato a governador Pedro Cunha Lima (PSDB), da oposição, só conseguiu fechar a chapa porque houve uma divergência no grupo governista, sugerindo que eles não tinham nomes dentre eles para fechar a chapa.

“Na eleição passada, eu dizia que a incompetência da oposição os levaria para uma derrota histórica na Paraíba. E não aprenderam nada. Eu dizia que eles tinham dificuldade em montar uma chapa e montaram com uma divergência que houve no nosso grupo […] eles só fecharam a chapa porque houve uma divergência entre nós e não havia como conciliar Aguinaldo e Efraim”, explicou.

Para Hervázio, João poderia ter até tirado uma licença maior e não teria problema pois “a oposição permanece com a mesma incompetência”.

“Se o governador João Azevêdo tirou doze dias para descansar, depois de uma pandemia e de uma luta enorme, foi porque ele tem pesquisas e ele sabe que pode tirar dez, quinze, vinte, trinta dias de licença ou de férias porque a oposição permanece com a mesma incompetência”, alfinetou.

 

PB Agora


BORGES NETO LCUENA INFORMA