MPPB vai investigar denúncias de falta de médicos e superlotação no Hospital do Valentina, em JP

 

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) instaurou, nesta quarta-feira (20/04), procedimento para averiguar a situação do Hospital Municipal Valentina Figueiredo, em João Pessoa. O órgão pretende apurar as denúncias veiculadas na imprensa sobre superlotação, demora de até quatro horas entre o acolhimento e a consulta de paciente e sobre a falta de profissionais médicos no estabelecimento de saúde.

A notícia de fato 002.2022.018909 foi instaurada pela promotora de Justiça que atua na defesa da Saúde na capital, Jovana Tabosa. Ela já solicitou ao Conselho Regional de Medicina (CRM-PB), o encaminhamento, no prazo de cinco dias, da cópia do relatório de fiscalização realizado na unidade hospitalar, que é referência no atendimento pediátrico na capital.

A promotora de Justiça também solicitou à direção do hospital o encaminhamento, em até cinco dias, de informações sobre as medidas que estão sendo adotadas para diminuir o tempo de espera de atendimento dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) e a escala de médicos dos últimos três meses.

 PB AGORA


BORGES NETO LUCENA INFOR,MA