Caixa aumenta teto de renda no programa de habitação popular e reduz juros para modalidade pró-cotista


 A Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou, nesta quinta-feira (21), novas condições para aquisição da moradia própria por duas linhas de financiamento: o Programa de Habitação Popular com Recursos FGTS e o Pró-cotista.

Houve redução das taxas de juros no Pró-Cotista e ampliação da faixa de renda familiar para o Programa de Habitação Popular com Recursos FGTS.

Com a alteração, famílias com renda até R$ 8 mil podem financiar imóveis pelo Programa Habitação Popular com Recursos FGTS, que tem taxas de juros mais baixas. Até agora, esse limite era de R$ 7 mil.

Os subsídios para aquisição do imóvel serão concedidos com o financiamento habitacional, de acordo com a renda familiar, capacidade de pagamento e especificidades da população de cada região.

Redução de juros

Outro anúncio feito pela Caixa é a redução das taxas de juros para aqueles que se enquadram na modalidade pró-cotista e efetivarem a contratação até o dia 31 de dezembro deste ano.

As novas taxas partem de TR + 7,66% a.a. para imóveis de até R$ 350 mil – uma redução de 1 ponto percentual na taxa. Para imóveis com valor de avaliação acima de R$ 350 mil, limitado ao teto do Sistema Financeiro Habitacional, que é de R$ 1,5 milhão, a taxa foi reduzida para TR + 8,16% ao ano.

Além da redução de taxas, a quota de financiamento na linha pró-cotista foi ampliada para até 80% do valor de avaliação do imóvel.

Para mais informações, é possível consultar o site do banco, ou o aplicativo Habitação Caixa, disponível para download pelo Android e iOS.

CLICKPB

FALA PARAÍBA-BORGES NETO