Laudo descarta violência sexual em criança de dois anos, mas aponta negligência

 

O resultado do laudo realizado pela perícia na criança de dois que foi internada no Hospital do Valentina no mês passado mostrou que a menor não sofreu violência sexual. Segundo informações da delegada Joana Darc, o laudo foi bem detalhado e mostrou sinais de negligência, mas não de violência.

Na época, dois homens chegaram a ser apontados como suspeitos, mas eles já haviam negado e foram liberados pela polícia por falta de evidências.

“Não foi constata violência sexual. O laudo é bem claro e mostra abandono, negligência, mas não houve presença de secreção, sendo negativo”, disse a delegada. A criança tinha assaduras na região vaginal e anal e chegou ao hospital levada por policiais militares, após pedido de ajuda da família.

“A criança chegou no hospital quase em coma, e apresentou algumas substâncias (no laudo) que serão analisadas se fazem parte de algum medicamento que ela toma”, acrescentou a delegada.

Na ocasião, ao chegar no hospital, médico que atendeu a criança suspeitou do estado de saúde dela. Ao receber alta, mãe e filha foram acolhidas a um abrigo e depois a menor foi encaminhada para cuidados do pai.

Em entrevista à imprensa após o caso, a  mãe da menina informou que a criança teria sofrido uma convulsão. A mãe também negou que a menina estivesse dopada.

MaisPB


BORGES NETO LUCENA INFOMRA