Carreatas e comícios são vetadas a partir das 22h do sábado; camisetas, adesivos e broches de partido ou candidato estão liberados no domingo de Eleições

 


Faltando poucos dias para as Eleições 2022  e muita gente ainda tem dúvidas sobre o que deve levar ou não no dia da votação, o que pode e o que não pode fazer. De Guia do Eleitor Consciente, produzido pelo TSE, na hora da votação é permitido levar a “cola” com o número dos candidatos em que vai votar; vestir camisetas, adesivos, broches do partido do candidato preferido e  no caso de fiscal de seção, estar identificado com o crachá do partido. 

Mas é preciso ter cautela, por não é permitido fazer propaganda eleitoral, descartar panfletos ou publicidade eleitoral em locais públicos, aglomeração e manifestação coletiva (comício, carreata e afins), coação por representantes de partidos ou candidato nem impulsionar conteúdos de candidatos via internet. As restrições são válidas a parir das 22h do sábado que precede o pleito.

No dia da eleição, tudo começa quando a urna, lacrada, é ligada pelo mesário, e ele imprime a “zerésima” – comprovante de que não há votos computados no equipamento. · A partir das 8h (horário de Brasília), inicia-se a votação nas milhares de seções eleitorais espalhadas pelos 5.578 municípios brasileiros.  

No momento de votar, assim que receber autorização do mesário, o eleitor se dirige até a urna eletrônica, digita os números dos candidatos e confirma, apertando a tecla verde. Ao final, a urna emite um sinal sonoro mais longo e a palavra “FIM” aparece na tela.

 Às 17h (horário de Brasília) é encerrada a votação. O mesário finaliza a urna eletrônica e imprime cinco vias do Boletim de Urna (BU), com o número de votos registrados para cada candidato(a). Um deles é colado na porta da seção eleitoral, e qualquer pessoa pode acessá-lo, inclusive por meio de um QR Code impresso no documento.

CLICKPB



FALA APRAÍBA-BORGES NETO