Juiz nega pedido para suspender pesquisa eleitoral do Instituto Veritá

 


O juiz do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), Márcio Murilo da Cunha Ramos, julgou improcedente o pedido de impugnação da coligação de campanha de João Azevêdo contra a pesquisa eleitoral realizada pelo Instituto Verita LTDA. Conforme decisão obtida pelo ClickPB, nesta segunda-feira (26), o magistrado descartou os argumentos de irregularidades. 

"A respeito, caberia ao impugnante apontar, de forma concreta, eventual indício de direcionamento dos entrevistados em razão desse aspecto, o que não se identifica, nos presentes autos, sendo que meras suposições não se mostram suficientes para a suspensão da divulgação da pesquisa eleitoral", considerou o juiz do TRE-PB. 

Saiba mais:

Justiça Eleitoral suspende pesquisa Veritá e determina multa de R$ 30 mil em caso de descumprimento


CLICKPB

FALA PARAÍBA-BORGES NETO