TSE determina remoção de vídeos de discurso da ONU das redes de Bolsonaro


 O ministro Benedito Gonçalves, corregedor do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou nesta sexta-feira a remoção de postagens em perfis do presidente Jair Bolsonaro (PL) que veiculam, na íntegra ou editado, o vídeo de seu discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas.

A decisão do ministro atende a um pedido feito pela campanha do candidato do PT à presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva. Em ação protocolada na Corte, os petistas também pleiteiam que Bolsonaro seja investigado por abuso de poder econômico por usar o cargo público para fins eleitorais.

Em discurso na ONU feito nesta terça-feira, em tom de campanha, Bolsonaro criticou o candidato do PT a presidente, Luiz Inácio Lula da Silva. Sem citar o nome do petista, seu principal adversário nas eleições, Bolsonaro ressaltou escândalos de corrupção na Petrobras e afirmou que "o responsável por isso foi condenado em três instâncias". Ainda na sua fala, ele defendeu seu governo e citou a agenda ideológica.

CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO