Após apoio de PDT a Lula, Ciro diz que acompanha partido: 'É a última saída'

 


O ex-candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, afirmou que acompanha a decisão de seu partido de apoiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no segundo turno contra o atual chefe do Planalto, Jair Bolsonaro (PL). No pronunciamento, porém, o pedetista não citou em nenhum momento o nome do petista nem sua sigla.

— Acompanho a decisão do meu partido, o PDT. Frente as circunstâncias, é última saída — disse Ciro.

Em uma fala rápida, Ciro lamentou a disputa entre Lula, a quem deferiu duros ataques ao longo da campanha ao Planalto, e Bolsonaro. O pedetista afirmou ainda que não acredita que a "democracia esteja em risco no embate eleitoral". Completou dizendo que disputa entre os dois adversário mostra "o fracasso da democracia".

— Lamento que a trilha democrática tenha se afunilado a tal ponto que reste aos brasileiros duas opções que ao meu ver, insatisfatórias. Não acredito que a democracia esteja em risco nesse embate eleitoral, mas sim no seu absoluto fracasso da nossa democracia em construir um ambiente de oportunidades que enfrente a mais massiva crise social e econômica que humilha a esmagadora a maioria do nosso povo — afirmou.

CLICKPB

BORGES NETO LUCENA INFORMA