Ministério Público arquiva denúncia contra prefeito paraibano acusado de pressionar servidores a votar em Bolsonaro

 


O Ministério Público da Paraíba arquivou uma denúncia anônima contra o prefeito do município de Serraria, Petrônio de Freitas Silva, em que ele era acusado de pressionar servidores públicos contratados por excepcional interesse público a votarem em Jair Bolsonaro, sob ameaça de demissão e/ou perseguição política. Conforme apurou o ClickPB, o documento que arquiva a denúncia e assinada pelo promotor de justiça Newton Silva das Chagas. 

A denúncia foi encaminhada ao MP por meio da ouvidoria do órgão. De acordo com a promotoria de Areia, o juiz analisou os autos do processo e verificou que "o denunciante não juntou à sua denúncia qualquer fato, documentos ou nomes dos supostos funcionários que estariam sendo coagidos a votarem ou deixar de votar em determinados candidatos ou partidos políticos". 

O conteúdo ainda diz que tal falta de informações caracteriza a denúncia como "apócrifa, vazia e incapaz de justificar a instauração de procedimento investigatório para a a puração". 

Confira a decisão na íntegra, que arquivou o Processo de Gestão Administrativa (PGA):

CLICKPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA