Cultura lucenense: Mostra Pintando Poesias está em cartaz na Fundação Casa de José Américo


A Fundação Casa de José Américo, em João Pessoa, recebe a exposição "Pintando Poesias", com obras de artistas plásticos paraibanos, retratando poesias. A abertura será, nesta terça-feira (22), às 15h e prossegue até o dia 27 de novembro, no hall de exposições.
 
Com curadoria da artista plástica Denise Sales, o trabalho exposto contribui para o resgate histórico e a valorização da identidade cultural do povo de Lucena. “Sua proposta vai além do mergulho na memória do lugar, por meio da vida e obra do ilustre filho dessa terra, Américo Falcão. Permite conhecer o passado e preservar a memória e a cultura, requisitos para moldar as ações no presente”, detalha. 
 
A mostra reúne trabalhos de André Falcão, Daiane Silva, Dimas Sales, Davi Queiroz, Edgar Luiz, Reginaldo Emídio e Ruthy Oliveira. Na abertura da exposição, haverá declamações de poesias com alunos da rede pública de ensino da cidade de Lucena e do IFPB de Cabedelo. 
 
A Exposição é composta por obras de arte de vários artistas paraibanos, com destaque para as obras do bisneto do poeta Américo Falcão e também da indígena potiguara, Daiane Silva. 
 
A Exposição -  O poeta paraibano nascido em 1880 na cidade litorânea de Lucena, Américo Falcão, faz parte da história literária paraibana, consequentemente história literária brasileira. Poeta, advogado e jornalista. Publicou seis livros: Auras Parahybanas - 1898, Praias - 1909, Náufragos - 1910, Visões de Outrora - 1924, Rosas de Aleçon - 1926 e Soluços de Realejos - 1934. Fez parte da Academia Paraibana de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico Paraibano e da Academia Paraibana de Poesia.



 

 SECOM PB




LUCENA INFORMA PATRÍCIA DIAS