Cabo Gilberto nega que seu Twitter tenha sido desbloqueado pelo TSE e diz que fato é uma “aberração jurídica”


 O deputado Cabo Gilberto (PL-PB) negou que seu Twitter tenham sido liberado nesta sexta-feira (9) pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes. A informação circulou na imprensa na manhã de hoje, mas de acordo com o parlamentar, ele não teria sido beneficiado pela decisão.

“Foi um engano e colocaram meu nome. Não reativaram minhas contas e estou há um mês sem Twitter de forma arbitrária, inconstitucional, sem respeito ao ordenamento jurídico: uma aberração nunca vista na história brasileira”, reclamou em entrevista ao ClickPB.

O deputado chamou o bloqueio do seu perfil de estado de exceção e diz que a democracia brasileira acabou.  “Não existe mais democracia no Brasil. O ordenamento jurídico foi destruído e o Senado Federal não cumpre a Constituição. O Congresso Nacional está sendo fechado. Precisamos restabelecer a lei e a ordem em defesa do Estado de direito. 

A decisão beneficiou outros parlamentares e atendeu a um pedido apresentado pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que defendeu a “relevância dessa forma de comunicação para o exercício pleno das atribuições do mandato parlamentar”.

CLICKPB



BORGES NETO LUCENA INFORMA