‘Guia eleitoral não pode ser transformado em UFC’, diz presidente do TRE

 

“O guia eleitoral não pode ser transformado em uma sede do UFC”, segundo o desembargador José Ricardo Porto, presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).

Na entrevista concedida ao programa de Rádio “Arapuan Verdade”, o presidente da Corte Eleitoral, defende um debate de alto nível entre os candidatos e repudiou ataques e agressões pessoais entre os postulantes a cargos eletivos na Paraíba.

“Em razão da pandemia do novo coronavírus, muitos atos de campanha estarão, absolutamente, restritos, como carretas, comícios, passeatas, entre outros. O guia eleitoral, nesse caso, é a forma mais propícia para que os candidatos informem seus projetos, planos de governo e tenham a preferência do eleitor. Nós queremos um debate de alto nível, sem rami, rami, agressões e ataques pessoais. Não vamos transformar o guia eleitoral num UFC”, disse.

José Ricardo Porto acrescentou que o debate político serve para contribuir para a escolha dos candidatos, durante as eleições deste ano.

Em alguns municípios paraibanos a campanha tem sido acirrado. É o caso de Pedras de Fogo onde os candidatos Manoel Júnior e Lucas Romão concorrem à Prefeitura. A juíza Higyna Josita, da 44ª Zona Eleitoral, solicitou reforço na segurança da cidade com o envio de tropas federais.


Paulo de Pádua/Fernando Braz


FALA PARAÍBA-BORGES NETO