Bruno reclama de sentença e diz que vai recorrer de decisão que determina medidas mais restritivas

 

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), reagiu nesse sábado (13) à decisão judicial que determinou que a prefeitura adote medidas mais restritivas no combate ao coronavírus, seguindo o decreto estadual, em detrimento do municipal. Em nota, Bruno afirmou que vai recorrer e acusou o texto do juiz plantonista Alex Muniz, de ter “excesso de linguagem” e emitir “opiniões pessoais”.

A Procuradoria-Geral do Estado ingressou com ações contra as medidas mais flexíveis de Campina Grande, Conde, Cabedelo e Bayeux. Ainda no fim da tarde desse sábado, foi publicada a decisão relacionada à Prefeitura de Campina Grande.

“Confesso que recebi, com surpresa, a decisão do excelentíssimo juiz Alex Muniz. Por respeito ao Judiciário, decidi não tecer comentários quanto à linguagem, ou melhor, ao “excesso de linguagem” usado pelo magistrado, seja na sua decisão, seja nas redes sociais. Lamento, apenas, que os autos processuais sejam palco para manifestação de suas opiniões pessoais”, criticou.

Bruno alegou que não se surpreendeu quanto ao teor da decisão – já que, de acordo com o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), a decisão que deve vigorar é a mais restritiva – mas que irá recorrer

Vamos recorrer. Vamos continuar o trabalho de combate à Covid e em defesa da vida que notabilizou Campina ao longo de 12 meses de pandemia”, pontuou.

PARAÍBA.COM

FALA PARAÍBA-BORGES NETO