João diz que PT continua na base com ‘membros históricos’ e rechaça reaproximação com Ricardo

 

O governador João Azevêdo (Cidadania), durante solenidade no Espaço Cultural em que assinou termo para fortalecer a agropecuária no Estado nesta segunda-feira (16), defendeu a continuidade do Partido dos Trabalhadores (PT) na sua base de sustentação e reeleição em 2022.

Questionado sobre o desembarque de Ricardo Coutinho (PSB) na legenda petista confirmada pelo presidente estadual, Jackson Macedo, o chefe do Executivo paraibano apontou que o PT está dividido, porém, as figuras históricas permanecem ao seu lado, ao apontar ainda que não existe reaproximação com o ex-governador.

“Temos aqui uma representação expressiva do PT considerando que a própria Secretaria de Pecuária é desenvolvida e a tocada pelo secretário Bivar [Duda], que tem a sua ligação com o Partido dos Trabalhadores. Aqui nós temos uma representação muito importante do PT demonstrando claramente o compromisso que nós temos de encontrar políticas públicas de inclusão, essa é uma visão e isso faz parte do programa do PT que faz parte do nosso programa”, disse João Azevêdo.

“Essa é uma política pública importante, então eu recebo aqui de uma forma extremamente feliz todas a representatividade que hoje estão aqui, o deputado Anísio Maia, do deputado Frei Anastácio, Anselmo Castilho, Giucélia  Figueiredo, Arimatéia aqui presente, ou seja, são pessoas históricas do PT e hoje estão aqui participando conosco e eu espero que a gente continue avançando nessas parcerias”, afirmou o governador da Paraíba.