Geraldo Medeiros diz que redução do intervalo da dose de reforço já era esperado: "a partir dos cinco meses há declínio na produção de anticorpos"

 


O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou a redução do intervalo para a aplicação da dose de reforço, de seis para cinco meses, além da ampliação da faixa etária do público que deve receber a 3ª dose. Na Paraíba, o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, informou que a mudança já era esperada e pontuou estudos sobre a redução na produção de anticorpos.

“Havia essa previsão que seria antecipada de seis para cinco meses. É a confirmação dos estudos que mostram que a partir dos cinco meses, nós temos esse declínio na produção de anticorpos e as pessoas se tornam mais vulneráveis”, informou, nesta terça-feira (16), ao programa Arapuan Verdade, da Rádio Arapuan FM.

Até ontem (15), como obteve o ClickPB, o sistema de informação SI-PNI registrou a aplicação de 5.337.315 doses. Desse total, 3.008.325 pessoas tomaram a primeira dose. Outros 2.126.973 completaram os esquemas vacinais, sendo que 2.062.942 foram vacinadas com duas doses e 64.031 utilizaram imunizante de dose única. 

Enquanto a dose de reforço, na Paraíba já foram aplicadas 7.619 em pessoas com alto grau de imunossupressão e 194.398 doses de reforço na população com idade a partir de 60 anos.  A Paraíba já distribuiu um total de 6.200.954 doses de vacina aos municípios.

CLICKPB




FALA PARAÍBA-BORGES NETO