Setor de grandes eventos na Paraíba espera que previsão para maior liberação de público se cumpra: "até 50% é inviável"


 O novo decreto de João Pessoa publicado nesta segunda-feira (15) manteve os 20% da capacidade de público em shows na cidade. O novo texto, válido até o dia 30 de novembro, estabelece um cronograma gradual de liberação em dezembro, sendo 50% do dia 1º a 10; 80% do dia 11 ao 20 e 100% a partir do dia 21. 

A proposta original, no entanto, previa que a partir deste mês os eventos já pudessem estar com 50% do público total. A medida não foi decretada diante da alta taxa de transmissão de covid-19 na capital paraibana, apesar do avanço da vacinação.

Em contato com o ClickPB, o presidente da Associação Brasileira de Produtores de Eventos (Abrape), Delano Tavares, afirmou que a procura e a receptividade do público em eventos menores têm sido boas, mas alertou que os grandes eventos que estão sendo planejados para o período do fim do ano podem não ocorrer caso a previsão da prefeitura não se cumpra novamente.

"A gente já tem um número de shows programados, mas muitos produtores estão esperando saber como é que vai ser conduzida essa liberação para que possam anunciar alguns eventos. Se a capacidade de público ficar em 20% a 50%, médios e grandes eventos dificilmente vão acontecer aqui", explicou. 

"É uma questão financeira porque se inviabiliza o pagamento de cachês de bandas e de estrutura. Até porque não conseguimos negociar isso com as atrações, por exemplo, porque outros estados já estão bem mais avançados em relação a essa liberação. Então, os artistas vão acabar optando em tocar em outros estados, como no Rio Grande do Norte", concluiu.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO