João não cita nomes, mas lamenta declarações de terceiros sobre construção da chapa

 

Nesta quarta-feira (06) o governador João Azevêdo (PSB) afirmou, durante contato com a imprensa, que muitas vezes algumas declarações de pessoas da política, seja da base ou fora dela, pode distorcer toda uma construção que está sendo realizada em torno da chapa majoritária.

De acordo com o gestor, é necessário, sobretudo neste momento que precede as eleições, ter cuidado com o que se fala pois pode ser que depois seja necessário se corrigir.

“Às vezes, a posição de uma pessoa distorce tudo que está sendo construído. A gente tem que ter cuidado com o que é dito para que amanhã não precise desdizer”, declarou.

O chefe do executivo estadual não quis citar nomes, principalmente porque foi questionado se estaria falando da senadora Daniella Ribeiro.

“Não falo dela especificamente” reiterou.

Sobre as definições em torno da majoritária, João reforçou que entende a ansiedade natural que surge em torno deste fato, mas que tudo é uma questão de construção e que ele está realizando os entendimentos neste sentido.

“Essas questões estão postas. Há uma ansiedade natural nesse processo. Estamos conversando. Essa é uma discussão privada que logo logo será publicizada. Já conversamos, há entendimentos nesse sentido. Acho que as entrevistas que ele tem dado já deixa claro que ele aceitaria estar na chapa”, disse sobre Aguinaldo Ribeiro.

PB Agora


FALA PARAÍBA-BORGES NETO