Após ataques de Wellington Roberto, Sérgio Queiroz diz que deputado "se sente dono do movimento" na Paraíba: "terá que convencer o povo"

 O pré-candidato a senador pelo PRTB, Sérgio Queiroz, rebateu as críticas feitas pelo


deputado federal Wellington Roberto (PL) nesta segunda-feira (30). Em um programa de rádio, o parlamentar chamou o pastor de "falso profeta" e "pregador do ódio", além de classificar o partido de Queiroz como "nanico".

No Twitter, Sérgio Queiroz confirmou que fez um convite de união ao PL para formação de uma única chapa bolsonarista na Paraíba e afirmou que, diante das declarações do deputado, Wellington Roberto está se sentindo "o dono do movimento de restauração" do estado, mas "terá que convencer o povo".

Além de reforçar sua pré-candidatura, o pastor também defendeu seu partido ao considerar que ser "nanico" é não ter "dinheiro do fundão" e que os ataques deram "mais combustível" para a disputa, referindo-se ao caso como uma luta entre Davi e Golias.

"Se diante de um convite que fiz para a unidade do PL com o meu partido (PRTB), sou chamado de falso profeta e desagregador, por Wellington Roberto, restou claro que o nobre deputado se sente dono do movimento de restauração da Paraíba. Terá que convencer o povo. Seguirei firme!", escreveu.

"Além disso, por ter menosprezado o PRTB, chamando-o de partido nanico (leia-se, sem dinheiro do fundão), não sabe o nobre deputado que só me deu combustível para lutar, assim como Davi lutou contra Golias. A Paraíba conhecerá um guerreiro que só se dobra diante de Deus", concluiu o pastor.

CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO