Mais de 30 pessoas ficam desabrigadas em Engenho Velho após fortes chuvas do fim de semana; Defesa Civil segue monitorando situação e alerta para emergências

 


O presidente da Associação de Moradores do Engenho Velho, Raylander Mendes, afirmou que ainda aguarda o parecer da Defesa Civil para saber se as famílias da área rural do Engenho Velho poderão retornar as suas casas, mas acredita que as construções correm risco de desabar a qualquer momento e moradores tem medo de voltar.

"A maioria das casas era de barro, não era de alvenaria, então o contato com a água danificou muito as estruturas", lamentou Mendes. No total, nove casas foram atingidas, deixando 36 pessoas pessoas desabrigadas, entre elas nove crianças.  

Já de acordo com o secretário de Desenvolvimento Social de João Pessoa, Dorgival Vilar, só será possível saber se há condição dos moradores retornarem as suas casas após o nível da água baixar e a Defesa Civil emitir um laudo sobre a situação dos imóveis. "Estivemos lá e estamos querendo fazer todo o possível para amenizar a dor de cada um deles", contou o secretário. 

O secretário informou que as famílias estão alojadas em chalés no Centro de Atividades Padre Juarez Benício (Cejube), e estão sendo alimentadas pelas cozinhas comunitárias.

CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO