Galdino diz que aviso sobre não aceitar assédio às suas bases não foi direcionado: “Para toda classe política”

 

“Não houve alvo específico, foi para toda classe política”. A declaração foi dada nesta segunda-feira (08) pelo presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (Republicanos) sobre o ‘recado’ dado durante a convenção do PSB, na última sexta-feira (05), em que avisou que não iria aceitar assédio de companheiros, ou qualquer tipo de fogo amigo, às suas bases eleitorais durante a campanha.

Segundo o parlamentar, quem quiser buscar ampliar suas bases deve fazer isso atraindo lideranças que ainda não se definiram, a exemplo de prefeitos, vereadores e o próprio povo, além de, em último caso, as lideranças que estão com os adversários.

“Foi para toda classe política, acho que é importante que cada deputado e deputada que estão candidatos na chapa proporcional procure, se quiserem aumentar seus votos e suas bases, procurem nas lideranças que ainda estão sem candidatos ou diretamente com o povo, e em última análise, procurem as bases dos adversários”, disse em entrevista ao programa Arapuan Verdade.

Durante a convenção, Galdino avisou que quem ousar fazer investidas onde os apoios já estão acordados para o Republicanos na disputa proporcional terá reação.

“Nós não vamos admitir que companheiros da nossa coligação procurem o apoio de pessoas que já estão com o Republicanos, porque se isso ocorrer haverá troco, haverá resposta”, discursou.

PB Agora


BORGES NETO LUCENA IFNORMA