Moraes determina retorno da ala aliada a Pedro ao comando do Pros na Paraíba

 

O ministro Alexandre de Moraes, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), deferiu a ação movia por Adauto Tavares e determinou a volta do dirigente partidário ao comando do Partido Republicano da Ordem Social (Pros) na Paraíba.

Com a decisão, a ala aliada ao governador João Azevêdo (PSB), liderada por Gilvan Raposo, perde o comando da sigla.

Ontem, em entrevista ao programa Hora H, da Rede Mais Rádio, Gilvan chegou a afirmar que a convenção realizada por Adauto não teria validade.

A mudança altera os rumos da legenda na Paraíba, que agora deve apoiar o deputado federal Pedro Cunha Lima, candidato ao Governo do Estado pelo PSDB.

MaisPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA