Justiça eleitoral já registrou denúncias de irregularidades em propagandas eleitorais em 18 cidades paraibanas

 

Lançado recentemente, o aplicativo Pardal, desenvolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), já registrou pelo menos 76 denúncias na Paraíba, desde que foram iniciadas as campanhas eleitorais, no dia de 16 de agosto. Até o momento, 18 municípios paraibanos já entraram na lista das ocorrências.

A cidade líder em denúcias é a capital João Pessoa, que já teve 28 notificações. Campina Grande, com 19 registros, vem logo em seguida. Em terceiro lugar, Santa Rita aparece com três queixas no aplicativo. As outras cidades listadas variam entre três, duas ou uma única denúncia.

Veja abaixo, a lista completa:

João Pessoa: 28
Campina Grande: 19
Santa Rita: 4
Cabedelo: 3
Catolé do Rocha: 3
Conde: 3
Itapororoca: 2
Mataraca: 2
Araruna: 1
Aroeiras: 1
Bernardino Batista: 1
Cabedelo: 1
Cajazeiras: 1
Dona Inês: 1
Ingá: 1
Patos: 1
Rio Tinto: 1
Tavares: 1
O Pardal é um aplicativo prático e acessível oferecido gratuitamente pelo TSE para que qualquer eleitor possa denunciar os diversos tipos de irregularidades durante as campanhas eleitorais espalhadas por todo o país. Ele está apto a receber as seguintes queixas: compra de votos; uso da máquina pública; crimes eleitorais; e propagandas irregulares. A apuração de todas elas compete ao Ministério Público Eleitoral.

O sistema foi desenvolvido pela Justiça Eleitoral para uso gratuito em smartphones e tablets, e a versão atualizada em 2022 está disponível para download das lojas virtuais Apple Store e Google Play.

Da Reda


BORHGES NETO LUCENA INFORMA