Concurseiros denunciam que banca de certame na Paraíba ainda não devolveu dinheiro de inscrições após cancelamento

 

O concurso da Câmara Municipal de Cuité de Mamanguape, no Litoral Norte da Paraíba, foi cancelado após uma recomendação do Ministério Público da Paraíba (MPPB), que constatou fraudes no processo licitatório para a contratação da empresa organizadora do certame. A organizadora teria que devolver o dinheiro da inscrição, mas os concurseiros denunciam que isso não aconteceu até agora.

De acordo com um dos inscritos no concurso, Luclécio Lima, a empresa Advise, com sede em Guarabira, não tem dado retorno aos contatos dos candidatos. "Concurso esse anulado e que a Advise ficou de devolver o valor da taxa de inscrição e até aqui nada. Nem atendem o telefone nem respondem e-mail", queixa-se o candidato. 

Lima explica que a empresa divulgou um comunicado dizendo que os inscritos deveriam entrar em contato com a empresa por e-mail  informando os seus dados do pix. "Já se passaram duas semanas e a empresa não dá nenhum retorno. Sequer respondem o whatsapp disponível no contato do site". 



O candidato afirma ainda que se não tiver nenhum retorno com alguma previsão de pagamento vai tomar alguma providência. "Já que, além de tudo, esperaram a semana da prova para anunciar o cancelamento, causando transtorno a nós que gastamos tempo nos preparando".

O concurso teve o edital divulgado em julho deste ano. Os salários oferecidos variavam entre R$ 1.212 e R$ 1.818. A prova objetiva estava prevista para ser realizada em 25 de setembro.

A empresa informou através de nota, que a empresa já assumiu a responsabilidade de devolver as taxas de inscrição dos candidatos, perante o Ministério Público. "Entretanto, esse procedimento não é uma coisa feita de um dia para o outro. Envolve comprovações, prestação de contas, chancelas e garantias. Então, informo que o processo de devolução tem como prazo 30 dias", garantia o comunicado.

CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO