PDT decide apoiar Lula no 2º turno; Ciro Gomes seguirá decisão

 


A nacional do PDT decidiu, nesta terça-feira (04), apoiar o ex-presidente Lula (PT) na disputa pela Presidência da República. O petista enfrentará Jair Bolsonaro (PL) no 2º turno das eleições, marcado para acontecer no dia 30 de outubro.

O ex-presidenciável da sigla, Ciro Gomes, vai seguir a decisão da legenda. Ele, no entanto, não deve fazer campanha para o petista.

Desde ontem, o presidente do partido, Carlos Lupi, tem conversado com lideranças do PT sobre o apoio ao ex-presidente. O cacique pedetista negociou para que a campanha de Lula absorva propostas caras ao PDT em troca do palanque ao ex-presidente. As prioridades do partido são a renda mínima, no valor de R$ 1 mil, o programa para renegociar dívidas e limpar o nome de pessoas físicas e jurídicas do SPC e Serasa, e a escola em tempo integral.